By Salgado on 5th novembro

CEVIU-do-you-speak-englishA importância de dominar um segundo idioma para o mercado de trabalho não é novidade para ninguém. Porém, muitas vezes não é possível observar na prática a falta que o conhecimento principalmente do inglês faz. Para ilustrar o que pensam as empresas a respeito disso, o CEVIU Blog entrevistou Marcela Bortolatto, analista de RH da Venturus Centro de Inovação Tecnológica.

Confira a seguir a entrevista realizada em outubro de 2014.

1- CEVIU: Marcela, o domínio de um segundo idioma, em especial o inglês, ainda é um fator decisivo na contratação de um profissional?

Marcela: Sim, com certeza.

2- CEVIU: Para os profissionais de TI, o inglês pode ser visto como ainda mais essencial do que em outras carreiras?

Marcela: Sim, pois, a maioria dos materiais de TI (documentações, artigos, livros, tutoriais, etc) estão em inglês. NoVenturus, 100% dos nossos clientes são internacionais por isso, o inglês não é somente um diferencial, mas sim, exigência. Todas as documentações, requisitos são em inglês, como também existe a participação de conference call e algumas vezes nosso colaboradores precisam ir até esses clientes no exterior.

3- CEVIU: Você acredita que exista falta de interesse da parte dos profissionais em relação ao aprendizado de outro idioma?

Marcela: Para o pessoal mais júnior não diria falta de interesse, talvez falta de oportunidade. Mas para o pessoal que é sênior e não tem inglês entendo que é falta de interesse mesmo.

4- CEVIU: Além de abrir portas, o domínio do inglês pode ser um diferencial no que diz respeito ao salário pago para aos profissionais de tecnologia?

Marcela: Acredito que sim, pesquisas relatam isso. E hoje em um mundo globalizado a comunicação conta muito.

5- CEVIU: Em relação ao mercado brasileiro, qual a proporção de profissionais de tecnologia que dominam o inglês em relação aos que não possuem o conhecimento necessário do idioma? O que é preciso acontecer para que esta situação seja revertida?

Marcela: Eu diria mediana.  Para os jovens que me perguntam o que precisam fazer para entrar nessa área, eu sempre brinco e respondo que, ao pensar em fazer graduação em TI já deve começar a fazer aulas de inglês.

6- CEVIU: Qual conselho você deixa para profissionais de tecnologia que constantemente estão em busca de novas oportunidades no mercado?

Marcela: Como o mercado de tecnologia é muito dinâmico, que esses profissionais estejam sempre antenados ao que está acontecendo, não só no Brasil, mas em outros países também.

7- CEVIU: Para finalizarmos Marcela, existe hoje no mercado vagas abertas por falta de profissionais qualificados?

Marcela: Sim, muitas. E não adianta o profissional colocar no currículo o que a vaga solicita, se não possuir a experiência e o conhecimento exigido. Na entrevista tudo o que o profissional colocou no currículo será validado e se o profissional mentiu no currículo, ele nunca mais será chamado para entrevista nesta empresa.

Autor: Marcela Bortolatto / Salgado / CEVIU

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *