By Salgado on 23rd janeiro

namoro-trabalho-internaCEVIUPassamos cerca de 1/3 do nosso dia no trabalho. Isto é suficiente para que, além de exercermos nossos deveres profissionais, criemos vínculos com nossos colegas. Esta relação pode ser estritamente profissional, de amizade ou até mesmo amorosa. E foi pensando justamente no relacionamento amoroso entre colegas de trabalho que a CareerBuilder, empresa da qual o CEVIU faz parte, realizou uma pesquisa sobre o tema. Além dos resultados, o maior site de emprego dos Estados Unidos também deu dicas sobre o assunto.

A pesquisa revelou que quase 40% dos profissionais entrevistados já tiveram uma relação amorosa com um colega de trabalho. Destes relacionamentos, 31% se transformaram em casamento. Porém, existe também o lado negativo deste tipo de relação. Para saber como lidar se estiver vivendo esta situação, confira algumas dicas da CareerBuilder.

Entenda as regras da sua empresa para o relacionamento amoroso entre funcionários

Algumas empresas são muito radicais quanto ao assunto. Procure saber de colegas com mais tempo de casa sobre o tema. Caso a empresa não aceite este tipo de relação, você terá de escolher entre namoro e trabalho. Um pesquisa feita por um site de relacionamentos revelou que 57% das pessoas nesta situação optaram pela carreira.

Cuidado com quem você se envolve

Somente um quarto das relações amorosas envolvendo funcionários de uma mesma empresa envolvem cargos de chefia, porém, são os casos que mais prejudicam a vida profissional. Já cerca de 20% dos relacionamentos envolvem pessoas casadas. O que certamente pode ser ainda mais prejudicial para as partes.

Pense sempre no pior cenário

De acordo com a CareerBuilder, 7% dos entrevistados que tiveram um relacionamento amoroso no trabalho abandonaram o emprego com o fim da relação. Portanto, pense bem antes de entrar de cabeça em uma relação amorosa com um colega de trabalho.

Coloque o trabalho sempre em primeiro lugar

Mesmo que não seja preciso escolher entre o relacionamento e o trabalho, as regras do namoro devem estar bem estabelecidas em relação à postura profissional. É importante estabelecer limites de forma que a vida profissional e a pessoal caminhem juntas.

Autor: Salgado / CEVIU

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *