By Denis on 20th maio

Os esquemas de pirâmide funcionam porque as pessoas são gananciosas e a ganância tem efeitos inacreditáveis  e incalculáveis sobre a racionalidade. A capacidade de pensar do ser humano e o bom senso são esquecidos pelas facilidades, a pessoa se obstina, se motiva, vira empreendedor, empresário, e quer a todo custo passar o Bill Gates, o Carlos Slim e Eike Batista nas aquisições materiais. Os esquemas são sempre bons demais, você tem que entrar, participar, comprar e arrumar mais , mais e mais pessoas.

Para quem deseja fazer muito dinheiro com um pequeno investimento e em pouco tempo, o pensamento “esperançoso” toma conta onde a crítica objetiva deveria entrar. São carrões, lanchas, aviões, viagens, malas e cuecas cheias de dólares, como dizem, “Os Mano e as Mina Pira”.  Os desejos e esperanças não viram realidade num curso rápido e logo se chega  à decepção. Fazer perguntas, querer esclarecer,  parece pouco educado e amigável para os iludidos já vestidos com a camisa dos fraudadores, é uma ofensa, ainda mais quando podemos ser aliciados pelos nossos próprios familiares, amigos, contatos na web e fora dela. Os golpistas sabem como a ganância funciona e tudo o que precisam é um primeiro ganancioso fraudador iludido para que as coisas comecem.

Começam as postagens nas redes sociais, e-mails de grande difusão contendo informações, alertas ou pedidos de ajuda de vários tipos. São raros os casos nos quais o pedido é verdadeiro. Não acreditem em particular nos e-mails dizendo que graças a algum tipo de acordo com alguma multinacional, pessoa famosa, programa de TV, alguém (tipicamente um pequeno paciente, doentes com câncer, etc., pobres ou estropiados) irão receber dinheiro necessário para alguma finalidade importante, para cada e-mail que for enviado ou  compartilhado ou algo assim.

Em outras versões se sugere que alguma grande companhia (Google, Apple,Microsoft, Samsung,  AOL, …) estaria fazendo promoções, distribuições de brindes,ou testes de popularidade e pagaria um determinado valor para cada cópia repassada/encaminhada multiplicando seu faturamento ou premiação por e-mails. Isso tudo simplesmente não existe nem é possível tecnicamente. Menores ainda são os casos nos quais os boatos ou informações difundidas através deste tipo de e-mails sejam fundamentadas, neste caso a fraude não é financeira mas de desinformação e da cegueira da ganância .

Sempre em alta estão as “lojas virtuais” e os sistemas de “VOIP” “Voz sobre sinal de Internet”, que para os mais desavisados, já utilizamos  gratuitamente através do Hangout Google, Skype, Facebook, aliados até a muito mais recursos, como compartilhamento de fotos, documentos, vídeos, etc.  Mas tem muitos outros e  eles são apresentados como “sistema”, “software”, “método”, “trabalho”, “kit”, “oportunidade”, “plano”, etc… Nestes esquemas, que com o advento da internet e dos e-mails, pipocaram no mundo todo, os golpistas propõem um suposto novo negócio cujas características são essencialmente:

a) lucros elevados e rápidos
b) uma “pequena” taxa ou custo de entrada a ser paga por alguma razão
c) a necessidade, para se ganhar dinheiro, de arrumar novos adeptos para o negócio.

O objetivo é pegar quanto mais dinheiro possível através das taxas/custos de associação (ou de kit ou outro “material” de trabalho) de sempre mais gente. Não tenha a menor esperança que o negócio possa dar lucro realmente… no máximo poderá ajudar outras pessoas a serem fraudadas em troca dos trocados e outras a ficarem realmente ricas, mas que você não terá contato e nem saberá quem são. As frases típicas: “fique rico em pouco tempo trabalhando nas horas livres sem sair da sua casa … novo sistema inédito … o segredo pra ficar rico … sua independência financeira ao alcance… seja o seu próprio patrão… trabalhe pouco e ganhe muito só existe para os espertos que começaram a pirâmide gente.

Primeiramente acho importante dar uma definição genérica do conceito de esquema “a pirâmide”.
Com este termo quero definir todos os sistemas, fraudulentos ou não, usados para coletar dinheiro ou benefícios através um fluxo supostamente “sem fim” de novos participantes ou “recrutas”. A função de cada novo participante é sinteticamente: dar dinheiro para os golpistas/recrutadores, e captar novos participantes que paguem para o esquema.
O nome do esquema deriva da forma da pirâmide que é um triângulo tridimensional, ou seja um sólido com a ponta fina e a base grande. Se o esquema prever que cada pessoa encontre 10 novos participantes e a pirâmide começar com uma pessoa no topo, teremos 10 pessoas debaixo dela e 100 debaixo deles e 1000 debaixo deles etc. a pirâmide terá mais da inteira população da terra depois de 10 andares (ou níveis), com um único golpista no topo. Veja o gráfico abaixo, não é de números binários, mas podem ser bilionários para alguns espertos:

1
10
100
1.000
10.000
100.000
1.000.000
10.000.000
100.000.000
1.000.000.000
10.000.000.ooo

Muitas pessoas ficam abrilhantadas com o Ouro de Tolo, que logo se ofusca. São muitos os casos na internet  e no cotidiano que podem ser conhecidos em www.fraudes.org,  então “cuidado” onde navega, onde compartilha, e o que abraça como causas. Procure sempre muitas informações a respeito do “Plano Fabuloso pra ficar Rico”, instituição de caridade, causa humanitária, causa de animais, antes de tomar uma decisão. E se acaso você detectar fraudes na internet os Procons, Procuradoria-Geral da República, ou do seu estado, disponibiliza em seus sites na Internet um ambiente para a denúncia de atos de corrupção e fraudes, podendo o autor da comunicação manter o anonimato.

 Veja dicas do Procon-SP para não ser vítima desse tipo de golpe virtual:

– Antes de fechar compras, faça pesquisa no site da Fundação Procon-SP,
www.procon.sp.gov.br, para verificar se a empresa tem registro de reclamações

– Desconfie de preços abaixo da média do mercado e promessas descabíveis

– Verifique no site registro.br os dados da empresa, tais como, razão social, endereço, CNPJ. Se o domínio for .com ou .net, cheque onde o site está hospedado através dos seguintes sites: whois.domaintools.com, who.is, whois.com; fique atento se o site estiver hospedado fora do Brasil

– Desconfie de sites e outros tipos de negociações, trabalhos de percebimento fácil, promessas milionárias, de ficar ricas que são inexistentes e impossíveis, que exigem depósito em conta corrente de pessoas físicas ou depósitos em cadernetas de poupança.

– Consulte as redes sociais para verificar se existem registros de reclamações e a reputação de onde você quer começar a negociar.

– Verifique o endereço físico da empresa, telefones, e-mails e quais os procedimentos para reclamação, devolução, garantias, etc

-Aguarde todos os dados das compras: o nome do site, itens adquiridos, valores pagos, número do protocolo da compra ou pedido

– Exija sempre nota fiscal da compra, contratos e referências.

Fontes: Procon, Monitor das Fraudes.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *