By Salgado on 15th março

O número de faculdades no Brasil cresce em ritmo acelerado e a busca por alunos tornou-se uma verdadeira busca por consumidores. A área acadêmica agora é um mercado, e como em qualquer outro ramo da economia existem “empresas” boas e ruins. Soma-se a isso um novo formato de curso, conhecido como tecnólogo. E é sobre ele que vamos falar neste artigo. Com tantas opções de faculdades e cursos, qual a melhor escolha? Você vai conhecer agora um pouco mais sobre as diferenças entre um curso tradicional de bacharelado e um curso tecnólogo.

A maioria dos cursos no formato conhecido como bacharelado tem duração de 4 anos, já a média de duração dos cursos tecnólogos é de apenas 2 anos. Com seu formato sendo equivalente a metade de um curso tradicional, será que vale a pena optar por um curso tecnólogo? O primeiro crédito que pode ser dado a este formato de curso é o reconhecimento do MEC. Ninguém gostaria de investir tempo e dinheiro num curso que não tivesse seu reconhecimento legal. Outro fator importante é o conteúdo que um curso tecnólogo proporciona. Se comparado a um curso tradicional, a diferença básica entre eles é a seguinte: um curso de 4 anos aborda vários assuntos. Por exemplo, durante este tipo de graduação, o aluno tem uma série de disciplinas com abordagens mais superficiais. Já no curso tecnólogo, o número de disciplinas é menor e a abordagem é mais aprofundada.  Além disso, a menor duração do curso também é um atrativo para quem busca o diploma de 3º grau.

Apesar das semelhanças com os cursos de bacharelado, os tecnólogos ainda sofrem com algumas resistências por parte do mercado.  É fato que a aceitação dos profissionais com esta formação por parte das empresas melhorou muito nos últimos anos – de acordo com o último Censo Nacional da Educação Superior, realizado pelo INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o número de vagas ofertadas neste novo modelo de graduação subiu quase 18% entre 2007 e 2008 – porém, mesmo com esta melhoria, alguns empregadores preferem um profissional formado no modelo tradicional de graduação do que um tecnólogo. Além disso, alguns concursos públicos exigem através do seu edital, que os candidatos tenham formação superior com o mínimo de 4 anos de duração.

Se colocados na balança, os prós e contras a respeito dos cursos tecnólogos mostram que esta é uma excelente opção para quem  busca a formação em nível superior. As vantagens são muitas em relação aos pontos negativos e hoje já é possível encontrar empresas que dão preferência a este tipo de formação, uma vez que este profissional tem um conhecimento mais específico e avançado em relação a determinados assuntos.

Independente do tipo de graduação que você optar, o importante é se dedicar e reciclar-se sempre. O mercado exige além do conhecimento teórico, experiência, prática e comprometimento.

Boa escolha!

3 Comments So Far

  1. Acho válido seu comentário devido a eu mesmo cursar uma graduação tecnológica. Foi uma das minhas melhores escolhas na busca de um curso que me desse a oportunidade de ter o meu tão sonhado terceiro grau. Eu tinha começado a fazer um curso bacharel, mas não aguentei a teoria e a grande gama de informações que no final do curso não vão servir para absolutamente nada. Preferi o tecnólogo e não me arrependo, pelo contrário, indico a quem ainda estiver em dúvida (é claro que tem que pesquisar a instituição, o credenciamento do MEC, etc…). Tudo o que estou aprendendo eu já coloco em práticas nas empresas em que trabalho e minha produtividade melhorou muito em tão pouco tempo.

    Att,
    Fábio.

  2. Muito bom este post!! Atualmente estou no último semestre do curso de Tecnologia (Informática para Gestão de Negócios) na FATEC. Além de ser faculdade gratuita, por ser pública, tem uma excelente grade curricular, com professores (mestres e doutores) bem qualificados. É um curso direto no assunto, sem enrolação, com teorias prontas para serem colocadas em prática. No caso da FATEC, o curso tem duração de 3 anos. Para quem quer seguir a carreira acadêmica, o curso Tecnológo permite a realização de mestrados e doutorados.
    Assim como o Fábio, também não me arrependo!

  3. Olá!
    Bom eu por fiz meu cusro de tecnólogo a distância; hoje não vejo como uma vantagem, aceitação não tem sido tão boa assim; as empresas de grande porte preferem sim o cuso de Bacharel, os concursos em seus edtais não aceitam.
    Estou pesando em cursar outra faculdade com cuso de bacharelado para poder aproveitar melhor as oportunidades.
    o curso de tecnólogo é bom sim para quem já trabalha já tem uma carreira.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *