By Salgado on 16th setembro

redes-sociales
Imaturidade. Esta é a palavra que melhor explica o comportamento dos internautas brasileiros quando o assunto é imagem profissional na internet. Pelo menos é o que diz o especialista em recrutamentos Marcelo Olivieri. Para ele, a má postura online faz com que muitos profissionais coloquem em risco algumas oportunidades para a carreira.

Para que isto não aconteça com você, veja algumas dicas de gafes constantemente cometidas por profissionais na internet

Entenda o que é o LinkedIn

Fique atento ao que publica e como se comporta no LinkedIn. Dificilmente a mesma foto que você tem no perfil no Facebook, Twitter ou Instagram poderá ser usada no LinkedIn. Procure ter um perfil formal e a escolha da foto adequada é o primeiro passo para isto.

O WhatsApp não é uma boa opção

Apesar de toda a facilidade que a comunicação pelo aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do mundo proporciona, ao entrar em contato com alguém responsável por sua recolocação, evite-o. Mesmo com sua popularidade, o WahtsApp ainda é um meio muito informal para alguns tipos de comunicação. Dê preferência ao email.

Sua conduta no Facebook pode pesar

Apesar do LinkedIn ser a rede social mais relevante para profissionais de contratação e de RH, o Facebook também pode ser levado em conta pelos recrutadores. Por conta disso, ajuste as configurações de privacidade de sua conta de forma que somente seus amigos possam ver suas publicações.

Cuidado com o que você diz sobre sua empresa

Falar sobre o lugar que trabalhamos é complicado. Ao mesmo tempo que devemos como colaboradores vender a imagem de uma boa empresa, às vezes temos algumas lamentações e frustações. Tome cuidado em com quem e como você falará sobre estes temas. O email da empresa por exemplo, definitivamente não é uma boa opção.

Serviços de chat online

A não ser que seja uma recomendação da empresa, seja prudente ao utilizar serviços e softwares de chat online, como o Google Hangouts ou Skype. Por mais que você saiba conciliar o uso destas ferramentas com seu trabalho, estar sempre com a janela de chat aberta em sua tela prejudica sua imagem.

A internet é boa mas não é a melhor forma de comunicação

Para Olivieri, mesmo com tantos benefícios, a internet ainda não é capaz de transmitir algumas coisas que a comunicação real é capaz, como o tom, por exemplo. Por conta disso, limite suas mensagens online e sempre que puder e for prudente, vá até o receptor da sua mensagem. Isto minimiza os riscos de ruídos e de má interpretação do que foi dito.

Fonte: Exame
Autor: Salgado / CEVIU

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *