By Salgado on 4th dezembro

CEVIU-Work-Life-Balance-lg_0O final do ano é uma época popular para os trabalhadores que querem fazer um balanço de sua carreira e decidir quais as mudanças que querem fazer no ano que se aproxima. De acordo com uma pesquisa feita pela CareerBuilder Canadá, um quarto dos trabalhadores lutam para encontrar um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Vinte e cinco por cento dos trabalhadores dizem que estão insatisfeitos ou muito insatisfeitos com o equilíbrio trabalho-vida pessoal, e apenas metade dizem que estão satisfeitos ou muito satisfeitos com este equilíbrio.

A maioria dos trabalhadores (68%) disseram sentir que às vezes gastam mais tempo do que deveriam com coisas ligadas ao trabalho. Em alguns casos (13%) eles afirmam que “sempre” tem esta sensação. “Muitos de nós passamos a maior parte do nosso tempo no trabalho, e isto pode comprometer a vida pessoal”, diz Mark Bania, diretor da CareerBuilder Canadá. “Às vezes, isso pode tornar-se irresistível e levar ao limite a relação entre os funcionários. Uma forma para os empregadores combaterem estes efeitos é oferecer mais benefícios em torno de equilíbrio entre trabalho e vida profissional, tais como horários mais flexíveis ou a opção de trabalhar em casa.”

O que os funcionários valorizam mais

O equilíbrio trabalho-vida pessoal está entre os principais fatores que os funcionários mais valorizam em seus trabalhos. Quando perguntado sobre os três fatores mais importantes de seus postos de trabalho, o salário foi citado na maioria das vezes (75%) pelos trabalhadores, seguido por:

A segurança no emprego: 70%

O equilíbrio trabalho-vida pessoal: 64%

As oportunidades de aprendizagem: 25%

A capacidade de fazer a diferença: 21%

Autonomia: 18%

O dinheiro é até preferível ao tempo extra de folga. Quando perguntado se eles escolheriam um salário maior ou uma semana de trabalho mais curta, a esmagadora maioria dos trabalhadores (71%) disseram que optariam por dinheiro extra.

O que faz os funcionários ficarem

Quando se trata de seus sentimentos sobre o trabalho em si, mais de um terço dos trabalhadores (37%) dizem que amam seus empregos. Sete por cento dizem que odeiam seus trabalhos e 56% dizem que estão OK com ele.

Horários mais flexíveis

Ter mais flexibilidade nos horários pode ajudar a encontrar um melhor equilíbrio entre vida pessoal e trabalho; No entanto, enquanto a maioria dos trabalhadores (65%) acreditam que as empresas devem oferecer horários de trabalho flexíveis para todos os funcionários, os 35% restantes acreditam que os trabalhadores devem conquistar o direito a um horário de trabalho flexível.

Metodologia da Pesquisa

Esta pesquisa online foi realizada no Canadá com 422 funcionários canadenses com idade mínima de 18 anos.

Autor: Salgado / CEVIU

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *