By Salgado on 20th janeiro

Depois de estudar a possibilidade de entregar mercadorias através de drones, a criatividade de Jeff Bezos com a Amazon parece não ter limites. Desta vez, o maior site de e-commerce do mundo pretende enviar produtos antes mesmo que eles sejam comprados. A empresa registrou uma patente em dezembro de 2013 que mostra como funcionaria o sistema que permitira este tipo de entrega.

A forma como as elas funcionariam leva em conta o comportamento do usuário enquanto ele navega na Amazon. A empresa usará algoritmos que levam em conta suas compras anteriores, lista de desejos e até mesmo o tempo que o cursor do mouse fica sobre algum produto. Muitos outros sites também fazem este tipo de rastreamento, porém, a Amazon usará estes dados para enviar pacotes para distribuidores regionais ou carregar caminhões que estarão na rota para a região onde você mora por exemplo.

De acordo com a patente, a Amazon carregaria caminhões com endereços de entrega incompletos. Desta forma, eles vão se dirigir para determinadas áreas mesmo sabendo que só alguns de seus produtos carregados serão de fato entregues. Outro ponto observado pela Amazon, faz com que prédios com um número grande de apartamentos, recebam produtos populares ou com grande procura, a fim de que em algum momento um de seus moradores efetue a compra da mercadoria, possibilitando uma entrega recorde. Caso isto não aconteça, a empresa estuda oferecer o produto que já está próximo do comprador com desconto por exemplo.

Se o comércio online já é uma grande ameaça ao tradicional, a agilidade na entrega dos produtos talvez seja um dos maiores entraves para que ele ganhe cada vez mais espaço. Com a patente da Amazon sendo colocada em prática, tudo leva a crer que as compras online ganharão cada vez mais a preferência dos clientes.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *