By Salgado on 8th junho

Tecnólogo em TI está em ascensão devido ao desenvolvimento do mercado de tecnologia

O mercado de curso tecnólogo tem apresentado grandes avanços nos últimos anos. Diferentemente do bacharelado, o tecnólogo é um curso mais específico, direcionado, prático e curto, com duração de dois a três anos, essencial para quem precisa de uma especialização mais rápida e prática. De acordo com dados do último Censo da Educação Básica do Inep/MEC de 2014, ocorreu uma expansão de matrícula no nível tecnólogo, representando um aumento de 104,5% nos últimos anos. Em 2009, havia 486.730 alunos, em 2013, chegou-se aos 995.746. Os dados indicam ainda que o aumento de alunos em cursos tecnólogos é maior se comparado com o de bacharelado e de licenciatura. O coordenador de cursos da Faculdade Cotemig, Luiz Carlos Pedra, destaca que a necessidade de entrada rápida ou reposicionamento no mercado de trabalho são alguns dos fatores que têm influenciado no avanço dessa modalidade. “A carga horária reduzida e uma grade focada na preparação para o mercado, oferecidas nos tecnólogos, são os principais atrativos da área”, constata.

Conforme o coordenador, quem busca esse curso é um profissional mais maduro, que sabe o que quer e o que tem que fazer para entrar no mercado. Ou alguém que já está atuando no mercado como nível médio e técnico e quer aumentar as oportunidades, ou buscar progressão de carreira com um diploma de nível superior. “É também uma graduação atrativa para pessoas querem entrar na área de tecnologia e iniciar a experiência profissional mais rapidamente. Geralmente os alunos começam a estagiar logo no começo do curso, isso fortalece o reconhecimento no mercado de trabalho.”, ressalta.

Uma das áreas que tem apresentado grande expansão dentro dos cursos tecnólogos são os cursos do setor de TI, devido à grande demanda recorrente do mercado profissional. Para Pedra, os profissionais de TI, de forma geral, estão valorizados porque o mercado de tecnologia está muito aquecido e existe um déficit de profissionais. “Atualmente as empresas têm necessidade de ter um profissional especializado em Tecnologia da Informação e um desses motivos é o aumento dos acessos por dispositivos móveis que obrigou as empresas a criarem versões específicas de seus sites para essa nova plataforma e gerou uma maior procura por profissionais que tenham competência para desenvolver essas novas soluções”, explica.

O coordenador comenta que existem faculdades que, para consolidar o perfil dos alunos como profissionais qualificados, utilizam mais ferramentas educacionais para fortalecer e manter atualizado o ensino. “Um exemplo é a Faculdade Cotemig que utiliza de eventos culturais, programas sociais, projetos técnicos, aulas de nivelamento, workshop, atividades complementares, interdisciplinaridade e estágio obrigatório e não obrigatório com o intuito de fortalecer o currículo e a capacidade dos alunos”, esclarece.

Segundo o aluno do curso tecnólogo de Análise de Desenvolvimento de Sistema da Faculdade Cotemig, Felipe Eduardo Jeunon, os cursos tecnólogos têm uma duração menor e prepara, com mais rapidez, o estudante para o mercado de trabalho.  “Eu estava desempregado e precisava de um curso reconhecido e que me preparasse para o mercado de trabalho, com isso, escolhi o tecnólogo que era na área que eu gostava e ele me ajudou a entrar no mercado com apenas um ano de estudo. Os cursos são rápidos e completos”, declara.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *