By Salgado on 20th junho

A Abin, Agência Brasileira de Inteligência vai desprender parte do seu tempo dedicado à Copa das Confederações para poder monitorar os protestos que tem acontecido Brasil afora. De acordo com o jornal Estadão, a intenção do governo, não é reprimir, mas acompanhar os movimentos protestantes.

Através de um mosaico, a Abin vai monitorar cerca de 700 assuntos ao mesmo tempo. Através disso, serão gerados relatórios para que sejam precisos, por exemplo, o roteiro dos manifestantes, a quantidade de pessoas presentes em cada um deles, presença de infratores, etc. Ainda de acordo com o governo, o monitoramento possibilitará também que outras reivindicações da população sejam ouvidas.

A Abin vai monitorar perfis no Facebook, Twitter, Instagram e também no WhatsApp. Apesar as três primeiras terem a possibilidade de visualizar perfis mesmo sem ter relação com seus donos, o que preocupa é saber que a  agência vai monitorar também um serviço fechado como o WhatsApp!

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *