By Salgado on 29th abril

Uma brecha na segurança do Internet Explorer anunciada pela Microsoft no final de semana está tomando proporções maiores do que se podia imaginar. Segundo a empresa, a falha pode afetar 100% dos usuários do navegador que usam as versões que vão do IE 6 até o 11. De acordo com a nota da Microsoft, o problema está na forma como o Internet Explorer acessa documentos da memória que haviam sido apagados, o que permite aos criminosos executem um código nos computadores fazendo com que a navegação do usuário afetado possa ser guiada, levando-o a sites falsos e maliciosos. A falha afetaria principalmente usuários do Windows XP.

O problema é tão grave que ontem o governo dos Estados Unidos orientou que a população do país não use o Internet Explorer até que a falha seja reparada. O anúncio foi feito em um comunicado do departamento governamental de segurança da internet dos EUA. No Reino Unido as autoridades também pediram que os usuários não utilizem o Internet Explorer até a correção da falha.

O caso ocorre no mesmo mês que a Microsoft suspendeu o suporte a usuários da versão XP do Windows. Atualmente o Internet Explorer é responsável por metade da navegação na internet do mundo todo.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *