By Salgado on 21st novembro

Constantes alvos de estudos que indicam que eles tornam as pessoas mais violentas, os jogos de tiro em primeira pessoa podem ser benéficos ao cérebro. Pelo menos é o que diz a pesquisadora Daphne Bavelier, PhD em Ciência Cognitiva da Universidade de Rochester, em Nova York.

De acordo com Bevelier, foi possível observar melhorias significativas de  atenção, observação e capacidade de organizar e planejar nas pessoas submetidas à pesquisa. Entretanto, ela não ignora o fato de que estes jogos também podem ser maléficos do ponto de vista comportamental dos jogadores.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *