By Salgado on 5th fevereiro

Quando foi lançado, um dos melhores argumentos do Kinect da Microsoft era o de permitir que o usuário se exercitasse enquanto jogava. Além disso, ele passou a ser usado também como auxílio em jogos educativos ou ligados à saúde além do seu uso em outros games. A novidade agora é o uso do aparelho pelo exército.

A Coreia do Sul está utilizando o Kinect para identificar invasões na chamada Zona Desmilitarizada, uma faixa com menos de 5 km de largura e que a separa da sua grande inimiga Coreia do Norte. Criada em 1953, a zona é vigiado por soldados dos dois países e desde 2013 ganhou o Kinect como aliado. O aparelho da Microsoft utiliza um software criado por um programador coreano que permite ao Kinect rastrear qualquer coisa que esteja cruzando a fronteira. Além disso, ele consegue diferenciar animais de pessoas e caso haja alguma invasão humana, emite um alerta aos soldados.

Apesar de não haver muitos detalhes sobre o uso do Kinect pelo exército coreano, acredita-se que seu software esteja perto de ser atualizado. Segundo rumores, ele passaria a ler batimentos cardíacos e a temperatura de quem se aproximasse da fronteira. Incrível não?

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *