By Salgado on 18th maio

perfil-e-as-preferencias-dos-brasileiros-nas-redes-sociaisDe acordo com levantamento anual feito pela CareerBuilder, mais de um terço dos empregadores, 35%, informou que eles são menos propensos a entrevistar candidatos a emprego que não possuem informações disponíveis em redes sociais. Além disso, o estudo descobriu que o número de empregadores que procuram por candidatos nas redes sociais cresce a cada ano. De 2012 para 2013 cresceu 39%. De 2013 para 2014 43%, e 2015 já registra crescimento de 52%.

Para Rosemary Haefner, diretor de recursos humanos da CareerBuilder, “em um mercado de trabalho competitivo, os recrutadores estão procurando todas as informações que eles podem achar que pode ajudá-los a tomar decisões. Ao invés de pensar somente no papel, os candidatos a emprego devem fazer sua boa imagem profissional também on-line.”

Gerentes de recursos humanos em TI e de serviços financeiros são os mais propensos a usar as redes sociais para recrutar candidatos. Em contrapartida, a área de varejo apresentou o menor índice de utilização deste tipo de recurso.

  • Tecnologia da informação: 76%
  • Serviços financeiros: 64%
  • Vendas: 61%
  • Serviços profissionais e de negócios: 54%
  • Produção industrial: 49%
  • Saúde: 49%
  • Varejo: 46%

Esta pesquisa foi realizada online dentro os EUA pela Harris Poll, em nome da CareerBuilder entre 2.175 e contratação de recursos humanos gestores e 3.105 funcionários. O estudo foi realizado entre 11 de fevereiro e 06 de março de 2015.

Autor: Salgado / CEVIU

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *