By Salgado on 23rd fevereiro

Uma liminar expedida na última quinta-feira dia 16 de fevereiro, obriga o Google a retirar dos seus resultados de busca, links para sites que transmitem a programação da rede Globo em tempo real. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, até ontem o Google ainda não tinha sido notificado sobre a liminar.

Para Joseph Abadi, advogado da Globo responsável pelo caso, como a emissora não autoriza a reprodução de seu sinal na internet, o Google age como “facilitador de atos ilícitos” e por conta disso foi acionado judicialmente.

Na liminar expedida, os sites assistirtvonline.net, vertv100antena.com e tvgol.blz são citados como alguns do que repassam ilegalmente o sinal da Globo. Caso o Google insista em manter tais sites no resultado de suas buscas, o site terá que pagar multa diária de R$5 mil. Ainda de acordo com Abadi, o Google já havia sido notificado extrajudicialmente mas como não se manifestou foi preciso acioná-lo legalmente. Até agora o site ainda não se pronunciou sobre a ação.

6 Comments So Far

  1. Se a Globo é um canal de TV aberto, com inserções publicitárias que sustentam o canal, qual o problema de um novo veículo que apenas aumenta o poder de penetração da Globo em momentos que a TV não está disponível?

    Se os comerciais – que sustentam a emissora – também são transmitidos, qual o problema então?

    Acho que o Google deveria acatar a decisão da Globo e também tomar a postura de de tirar o G1.com, Globo.com, etc… de seu mecanismo de busca.

  2. O Alvo principal não é a TV aberta e sim os PPV.
    Concordo com o Pedro, eles esqueceram que estes mesmos sites estão em todos os mecanismos de buscas. Concordo que o Google deveria pagar na mesma moeda e tirar todos os sites da Globo de seus cadastros.

  3. Pedro Carvalho :
    Se a Globo é um canal de TV aberto, com inserções publicitárias que sustentam o canal, qual o problema de um novo veículo que apenas aumenta o poder de penetração da Globo em momentos que a TV não está disponível?
    Se os comerciais – que sustentam a emissora – também são transmitidos, qual o problema então?
    Acho que o Google deveria acatar a decisão da Globo e também tomar a postura de de tirar o G1.com, Globo.com, etc… de seu mecanismo de busca.

    Concordo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *