By Salgado on 2nd julho

Toda segunda-feira você acompanha no blog do CEVIU as principais notícias do fim de semana.

Instagram, Netflix e Pinterest fora do ar

Uma tempestade elétrica no estado da Virgínia nos Estados Unidos, fez com que alguns servidores da Amazon apresentassem instabilidade. Com isso, alguns serviços que rodam nestes servidores aparesentaram problemas e até mesmo ficaram fora do ar. O serviço de compartilhamento de fotos Instagram, recentemente adquirido pelo Facebook, ficou fora do ar por mais de 12 horas desde a noite de sexta-feira (29). Já o serviço de filmes Netflix e a rede social Pinterest também ficaram fora do ar, mas por menor tempo.

Apesar dos problemas apresentados, segundo notas dos três serviços, nenhum arquivo ou conta de usuário foi prejudicada durante a instabilidade apresentada neste fim de semana.

Apple paga US$ 60 milhões para usar o nome iPad na China

A Apple teve de pagar o valor de 60 milhões de dólares para usar o nome iPad na China. Até 2009, a empresa Proview Technology comercializaca no país um computador batizado de IPAD. O tribunal da cidade de Shenzhen foi o resposnável pelo acordo entre Apple e Proview.

Anatel pode transformar orelhões em hotspots Wi-Fi

A Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações estuda uma nova forma de tributar os telefones públicos, popularmente chamados de orelhões. Isto porque, de acordo com a agência, o uso destes aparelhos está cada vez menor. Entre as opções para torná-los mais rentáveis, estão o uso de publicidade neles e sua transformação em hotspots, para que sirvam como pontos de Wi-Fi.

Assim como já acontece com iOS, nova versão do Android não tem suporte para Flash

O Jelly Bean, nome dado à versão 4.1 do sistema operacional Android, não terá suporte ao Flash. A Adobe não dará continuidade ao plug-in utilizado no Android que permite o uso do Flash na plataforma. A notícia pegou muita gente de surpresa uma vez que uma das vantagens que o Google apontava de sua plataforma em relação à Apple era justamente o fato de rodar flash. Porém, o aumento do uso do HTML5 no desenvolvimento de sites pode marcar o fim da era Flash em dispositivos móveis.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *