By Salgado on 10th fevereiro

No setor da terceirização de serviços de Tecnologia da Informação (TI), uma estratégia global emergente é o multisourcing, que busca a combinação na provisão de serviços de TI a partir do melhor conjunto de fornecedores ao redor do globo. A operacionalização dessa estratégia no fornecimento de serviços de TI, contudo, depende da cooperação estabelecida no cotidiano entre as equipes de trabalho que, além de fronteiras organizacionais, frequentemente também estão distribuídas através de fronteiras geográficas, culturais e temporais. Trata-se de um cenário ainda mais desafiador às já complexas atividades de colaboração em grupo.

Este levantamento é parte de um projeto de pesquisa de mestrado do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP e visa contribuir com um maior entendimento da comunidade científica e empresarial sobre esse desafio. Seu principal objetivo é investigar a relação entre as características estruturais de equipes virtuais de trabalho e o desempenho das mesmas, focalizando, especificamente, equipes virtuais de trabalho atuantes no setor de fornecimento de serviços de TI em contratos de multisourcing.

Link para pesquisa: https://pt.surveymonkey.com/s/3HG579P

Hugo Martinelli Watanuki Possui graduação em Engenharia Mecânica pela USP e mestrado em andamento em Engenharia de Produção pela USP. Atua profissionalmente na área de Tecnologia da Informação desde 2006 com enfoque na gestão de ambientes de TI voltados a processos de desenvolvimento do produto.

Renato de Oliveira Moraes (orientador) Engenheiro de Produção – POLI/USP, Doutor em Administração de Empresas – FEA/USP. Professor do Departamento de Engenharia de Produção da EPUSP. Experiência profissional em Gestão de Projetos, pesquisador na área de Gestão de Projetos e Gestão da TI. Diretor Científico da ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção).

Pesquisa acadêmica sobre gestão de projetos de TI com equipes virtuais

Gestão de projetos com times virtuais é um tema de grande relevância no momento tanto no meio acadêmico quanto na prática das empresas. Esse tema vem sendo estudado pelos acadêmicos em diversos segmentos de negócios, mas é na área de tecnologia da informação (TI) onde se percebe maior relevância para o estudo desse tema. Nossa pesquisa tem por objetivo avaliar os fatores críticos de sucesso na gestão de projetos com times virtuais.

Tratando de uma maneira mais específica, o trabalho deve identificar quais os fatores críticos de sucesso que influenciam na gestão de projetos com times virtuais. Adicionalmente, deve buscar entender como, ou com que intensidade cada um dos fatores contribui para o sucesso de projetos com times virtuais. Finalmente, o trabalho procurará avaliar estas informações sob uma visão global, buscando dados de diversas regiões do mundo, mais especificamente: América Latina; Estados Unidos e Canadá; Europa; Ásia e Oceania.

Link para pesquisa: https://pt.surveymonkey.com/s/2DG3LG2

André Machado Dias Ferreira: É atualmente gerente comercial na empresa Nuance Communications. Nesta empresa por mais de seis anos, foi também gerente de projetos (certificado pelo PMI desde 2004) e programas conduzidos na América Latina, EUA, Canadá e Europa e que se utilizaram de equipes com altos graus de virtualidade. Foi também gerente de serviços responsável pelo gerenciamento de equipes virtuais distribuídas na América Latina. No âmbito acadêmico, é graduado em Engenharia Elétrica e Processamento de Dados, com MBA e Mestrado em Engenharia de Produção pela PRO-EP-USP, onde finaliza doutorado. Leciona também nos cursos de Especialização e MBA da Fundação Vanzolini.

Fernando José Barbin Laurindo (orientador) Professor Titular do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Graduado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo e em Direito pela Universidade de São Paulo. Tem mestrado, doutorado e Livre Docência em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo e fêz Pós doutorado em Ingegneria Gestionale pelo Politecnico di Milano Atualmente é Presidente da Comissão de Pós-Graduação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, vice-chefe do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

There are no comments yet.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *